quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Porque não eu?

Porque não eu?


Ecoa no ar a pergunta...


Estou tão distante
Não sou quem te vê
Quem recebe teu sorriso
E acolhe seu olhar


Porque não eu?


Ironia do destino
Que liga corações
E afasta corpos
Que me faz pressentir
E nunca sentir


Porque não eu?


Quem te tem a uma palavra
Quem te realiza a cada desejo
Quem te possui em todo o momento


A pergunta não cala...
Porque não eu?



Tatiana Moreira



Um abraço carinhoso para todos

45 comentários:

  1. Tati, os teus versos, ao lêrmos, entra tão docemente nos ouvidos que somos nós mesmos a peguntar o porquê de não termos feito. Bjos

    ResponderExcluir
  2. Lindo questionamento,Tati!beijos, ótimo fds!chica

    ResponderExcluir
  3. E eu não sei a resposta. Para a pergunta que também já me fiz. E sem resposta fiquei.

    Só nunca escrevi assim, dolorido e lindo.

    Corações ligados, corpos distantes. Sonhos em paralelo.

    beijo

    ResponderExcluir
  4. Tati adoro seus versos. Intensos e verdadeiros!

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Tati,
    Seus versos me fez lembrar uma musica.
    Você escreve divinamente, e seus sentimentos são passados a cada linha.
    Te deixo beijos e o desejo de dias floridos.

    ResponderExcluir
  6. Eu acho que Deu não nos tira as coisas ele nos livra delas....tudo tem um pq minha linda e no fundo acabamos por decobrir....eu já me senti como o poema, e só hj eu entendi o pq do pq não eu, eu sei, é preciso muita força , sabedoria e fé pra aceitar certas perdas.

    Um beijo grande a ti Tati.

    Erikah

    ResponderExcluir
  7. Ps: Adorei as duas musicas escolhidas viu! Teu gosto musical é sempre perfeito.

    bjo e mais beijos

    Erikah

    ResponderExcluir
  8. Quando uma pergunta não tem resposta, mude a pergunta ...

    ResponderExcluir
  9. Minha querida

    Um poema muito belo, um hino de amor...um lamento que chama, adorei como sempre deixas muita ternura no que escreves.

    Beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  10. Muitas vezes nos perguntamos - Por que não eu?
    Poderíamos estar no lugar de outra pessoa... e ainda em companhia de quem sentimos muita falta, ou talvez até amamos.
    Mas amar por muito tempo sonhando ocupar o lugar de outra pessoa não resolve nada.
    Por que amar em silêncio, amar em pensamento só é bom por um curto período de tempo. Depois vem a desilusão e as coisas que faltam terminam nos machacucando.
    E aí deveríamos perguntar:
    Por que sofrer desse jeito por quem nem sabe o que sentimos?

    ResponderExcluir
  11. Tatiana, lendo vc fui lembrando de uma palavrinha mágica: destino!
    Por que não eu em tantas vezes da vida?
    Mal sabemos que em muitas delas é apenas amor ou proteção.

    beijos

    ResponderExcluir
  12. Obrigasdo pela visita em meu blog..beeeijos

    ResponderExcluir
  13. Ah, se eu tivesse essa resposta todas as vezes que me olho no espelho...

    Tati, é sempre muito bom estar aqui, também, e compartilhar dos mesmos pensamentos que vc. São essas coisas que tornam a vida mais amena.

    Bjinho! :))

    ResponderExcluir
  14. Olá,Tatiana:
    parabéns,pelo termino do curso!
    quanto ao poema,gostei muito,
    reflexivo.Para que não façamos essa pergunta,não devemos deixar passar as oportunidades,exatamente para não lamentarmos depois.
    Boas energias sempre!
    abraço carinhoso
    Mari

    ResponderExcluir
  15. Olá,Tatiana:
    parabéns,pelo termino do curso!
    quanto ao poema,gostei muito,
    reflexivo.Para que não façamos essa pergunta,não devemos deixar passar as oportunidades,exatamente para não lamentarmos depois.
    Boas energias sempre!
    abraço carinhoso
    Mari

    ResponderExcluir
  16. Magoam as perguntas sem respostas...
    Beijo d'anjo

    ResponderExcluir
  17. ...enquanto perdidos nas
    questões, deixamos de perceber
    as respostas do verdadeiro amor!

    Tati querida,
    você é uma delicadeza só,
    e eu adoro vê-la em meu
    canto...

    bj, alma perfumada!

    ResponderExcluir
  18. Nossa Tati, sabe que as vezes também me faço essas perguntas, mas sei la. Acho que nem tem resposta e então fica na nossa cabeça como uma tentativa utópica de ser feliz!

    Beijos querida!

    ResponderExcluir
  19. Lindo demais querida, como tudo que vc sempre escreve....
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Lindo demais querida, como tudo que vc sempre escreve....
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Ah minha doce Tatiana, vivo a perguntar esse tal de "Por que não eu?"
    Não acho respostas, e isso dói demais em mim.
    Não suporto a ideia de saber que outro alguém está onde eu queria estar, do ladinho dele.
    :(

    Beijos minha querida amiga.

    ResponderExcluir
  22. Adorei seu Blog! voltarei mais vezes!
    Vou seguir posso?
    Aline.

    ResponderExcluir
  23. Adorei seu Blog! voltarei mais vezes!
    Vou seguir posso?
    Aline.

    ResponderExcluir
  24. se a resposta não lhe agrada, mude o inquirido. bjs e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  25. Bom dia, Tatiana.

    Eu também me pergunto assim:
    Porque não eu?

    Parabéns pelo belo poema.

    Um grande abraço.

    Maria Auxiliadora (Amapola)

    ResponderExcluir
  26. Pergunta-lhe directamente...porque não tu?!

    A menina voltou ao activo? Isso é bom!!! Obrigada por ter ido lá cumprimentar.

    Beijo saudoso e um excelente fim de semana

    ResponderExcluir
  27. Boa noite Tatiana!

    A mais ou menos uns quatro anos

    pedi para meus amigos mandarem um

    poema de cada um,para que eu postasse.

    Este que vc postou hoje foi o meu favorito...foi o q mais eu gostei.

    Um grande abraço!

    Continue a nos brindar com seus belos poemas.

    bjs.

    m@u.

    ResponderExcluir
  28. Querida, não era para ser... Tem algo melhor reservado pra ti: agora é preciso que você desperte o olhar e abra seu coração para o novo entrar... Distraia-se e verá! rs Beijos!
    Adorei aqui!
    E vamos confiar na vida! :)

    ResponderExcluir
  29. Oi Tatiana..
    Por ser interrogativo, o poema faz gerar reflexões, mas as respostas acredito eu, vão estar sempre dentro de nós mesmos.
    Acredito no destino pra algumas coisas, essas do qual não temos o poder de mudar, mas também acredito que somos responsáveis pelas nossas escolhas em 100%, isso é fato, parabéns pelo poema
    Um abraço na alma, bom fim de semana pra vocês ai...
    Beijo

    ResponderExcluir
  30. É uma pergunta realmente que não quer calar... e essa sua emoção ficou sensivelmente sentida.

    Beijo, Tatiana.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  31. Tatiana minha querida,
    Questionamentos que estão soltos aos ventos, por tantos corações que se perguntam e sem respostas calam.
    Porques...
    tão simples dizeres, mas
    ninguém responde,
    um corpo carente, outro tão longe
    e a gente apenas inventa que sente e sente e depois se reprime...

    Feliz domingo pra ti

    Bjs

    Livinha

    ResponderExcluir
  32. Oiê amiga Tatiana,
    acabei de ver no blog do nosso amigo Veloso um texto seu ilustrado por ele. Há também um belo texto abaixo da ilustração que (como comentei lá) soa maravilhosamente como uma canção.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  33. Ao meu silêncio chegou um riso
    O meu desejo mora no limite da razão
    Roubando os segredos do corpo
    Lembro as tuas mãos como uma torrente de emoção

    Lembro que enchi o vazio da tua alma
    Enjauladas as asas morrem de dor
    A beleza é um momento eterno
    É o espelho de água onde se contempla o amor


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  34. Não pergunte. Viva. Troque o caminho se preciso. Amor sempre. bj

    ResponderExcluir
  35. Olá Tatiana
    Muitas vezes nos fizemos essa pergunta: porque não eu?
    Será que não tinha que ser?
    Bjux

    ResponderExcluir
  36. Tatiana que bom que gostou do post lá no Baú fiz com muito carinho faz parte de uma trilogia( chic,não?!) vai ser um post seu outro do Milton e depois o que você fez parceria com o Milton bom esse é o plano mas não sigo muito o que planejo. Amiga fiz uma descoberta assustadora parece que eu não te seguia foi por isso que seu blog não aparecia na janela lateral achei que era problema do blog sou bom em ser atrapalhado já cometi esse erro outras vezes! Desculpe o comentário fora de contexto! Mas precisava me explicar! Aproveitei o final de semana para caminhar um pouco por seu blog e seus escritos felicidade sempre menina!

    ResponderExcluir
  37. Tati,
    que sensibilidade tens com as palavras amiga.
    Ás vezes os "porquês", ficam em silencio, até o momento certo das respostas linda.

    Beijo.
    Fernanda

    ResponderExcluir
  38. Um questionamento muito interessante e reflexivo! gostei
    Beijos

    ResponderExcluir
  39. "SUSPIROOOOO...!!!!!!"beijos lindonaaa!!!seu blog é showwww!!ameiii!!!

    ResponderExcluir
  40. Dizem tudo ter um momento certo...

    O certo é que as vezes ele nunca vem...

    Ou vem atrasado demais!

    Belíssimo pensamento amiga!

    Grande abraço renovado!

    ResponderExcluir
  41. É sempre aquele outro escolhido que nos completa!

    ResponderExcluir
  42. Tati,
    Também já me perguntei mil vezes...
    Hoje vi que foi sorte minha...rsrsr
    Então, minha linda, talvez tenha sido sorte sua, também...
    Beijos
    Nádia

    ResponderExcluir

Fico feliz que você esteja aqui...
Aproveite e deixe uma mensagem para mim!
Um abraço carinhoso!