segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

És como o vento...




És como o vento...
Por onde passa atiça as velas
Balança as folhas antes quietas
E brinca com os fios do cabelo a voar

És como vento...
Nos dias de calmaria pela manhã
Nas tardes de verão quando a pele vem roçar
Proporcionando frescor à noite pelo ar

És como o vento...
Que embala doces sons pela casa
E preenche no peito ondas de saudade
Movimentando as águas desse mar

És como vento...
Que vem habitar as minhas fantasias
Sopra alimentando as minhas quimeras
Trazendo inquietude nesse desejo de amar!


Tatiana Moreira






Que os bons ventos soprem...
Trazendo paz, saúde e muito amor para a vida de todos!

Um abraço carinhoso

21 comentários:

  1. Que esse vento corra a teu favor... conte segredos e te enfeitice ...te faça sonhar... se aninhe no teu coração e nunca deixe a penumbra em ti mergulhar...

    Beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  2. "Quando os ventos de mudança sopram, umas pessoas levantam barreiras, outras constroem moinhos de vento."
    'Érico Veríssimo'

    Lindo seu poema.Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi,Tatiana!!

    Vi lá no face,e vim aqui conferir.Depois de tanto tempo ausente,e ainda sem poder me fazer presente com a frequência que gostaria,vejo que continua tudo belo aqui,e não poderia ser diferente,né?Amor e sensibilidade sobram-lhe,minha cara.
    Mais um belo poema seu,que me fez lembrar de pronto do Vander Lee na sua canção Corro Contra o Tempo:"...O vento que sopra o meu rosto cega/só o seu calor me leva/numa estrela pra lembrança sua."
    Continue me perdoando as ausências.
    Dias iluminados pra você.
    Beijos carinhosos.

    ResponderExcluir
  4. E ventos que sopram em várias direções...
    Beijos e ótimo ano de escritas e inspirações pra você.

    ResponderExcluir
  5. Palavras, simplesmente, belas!

    Que os ventos soprem para si e para todos nós tudo isso e muito mais.

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Maravilhoso,Tatiana! linda semana,tudo de bom,beijos,chica

    ResponderExcluir
  7. que precioso!!!!!

    vc é como o vento...espalha delicadezas....


    meu abraço...linda semana!


    Zil

    ResponderExcluir
  8. Como sempre, Tati, vc é magistral ao nos falar de amor por seus versos. Bjos.

    ResponderExcluir
  9. Tati,
    temos que inventar né amiga....rsrsrsr. Enquanto esta chuvinha não parar vamos brincar de ser artista! kkkkkkkk!!
    Que os ventos soprem muita sorte de benção e inspirações para você neste ano de 2012.
    Bjus

    ResponderExcluir
  10. Querida Tati, um doce vento a nos fazer companhia. É claro que sabemos que será como brisa em alguns dias, e às vezes pode vir como uma ventania, mas o importante é que nos envolva em suas ondas e a face nos toque com afeto! Um grande beijo, Deia.

    ResponderExcluir
  11. Poema belíssimo!

    Lindo e perfeito igual à uma colcha bem tricotada, costurada, embelezada, igual à uma dança da mais bela e formosa bailarina... perfeição do movimento de quem luta no tatame, precisão no tempo e no espaço.

    Adorei!

    Um abraço,

    Suzana/LILY

    ResponderExcluir
  12. Tatiana...

    Que os ventos nos tragam coisas boas, de preferência o que queremos!
    E que saibamos sentir o odor dos ventos e saber decifrá-lo e seguir sempre em frente!

    Ótima semana pra vc!
    Beijossss

    ResponderExcluir
  13. Oi Tatiana querida

    Vim retribuir a visita ao meu blog e dizer que adorei sua presença por lá.

    gostei muito do seu blog. Amei tudo que li aqui. Voltarei sempre que puder, porque teu blog é lindo... Já estou seguindo...
    Se quiser voltar e ler outros post´s ficarei muito feliz...


    http://cristalssp.blogspot.com

    Beijos 
    Ani

    ResponderExcluir
  14. Palavras alma do poeta
    são elas que expressam amor
    magia e os sentimentos
    mais diversos.
    Na modernidade da
    comunicação são
    substituídas por desenhos
    singelos que nos tocam o coração
    mas mesmo assim a saudade
    das palavras fala mais alto.
    Palavras, palavras,
    nos fortalece, nos ensina
    a ver e sentir a alma
    do poeta!

    Que os ventos soprem por aqui também e ilumine a bela poetiza>

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Que lindo querida Tatiana!
    Lindo meditar, amei!
    Como sempre seu poetizar nos encanta e nos enfeitiça.
    Beijinhos linda em seu coração e lindos dias para você.

    ResponderExcluir
  16. Um vento que sempre reacende a chama. Do pensar, do sentir, do amar...do querer de novo.

    beijo

    ResponderExcluir
  17. Que beleza....e como eu gostava de ser esse vento!

    ResponderExcluir
  18. Tatiana minha florzinha...que poema mais lindo, mais doce... fiquei encantada com seus versos...que preciosa inspiração...
    Que bons ventos cheguem até você amiga, que seja de pura alegria, paz e amor, este ano de 2012...beijos
    Valéria

    ResponderExcluir
  19. Linda poeisa, Tatiana!

    A repetição do 1º verso nas estrofes.
    A comparação do objeto de amor ao vento.
    O balanço das folhas, o roçar na pele, a emissão de sons: a inquietude ventosa...

    Parabens!

    Muito bom passar por aqui.

    Abraço!

    ResponderExcluir

Fico feliz que você esteja aqui...