sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Sensibilidade...




Minha morena de ninguém,
depois de ler seu último poema,
sinto-me mais do que nunca um protagonista
impressionado com  a nitidez
de uma narrativa de um filme
em que se dispensa o dublê
e faz viajar todos que o vêem (lêem),
cada qual , tal qual num desafio,
pensando em suas armas,
palavras, ações, canções e tudo mais,
aguçando a curiosidade
e denotando a sensibilidade
que de você exala.
De mim para você.



Um Anjo Poeta



Gratidão Anjo Poeta pelas palavras e inspiração!