domingo, 21 de abril de 2019

De volta ao amor...




Ali de onde eu estava era fácil sentir e observar a força das marés. A intensidade das águas em seu ir e vir e a buscar na praia o que necessitava em seu íntimo.
Hipnotizada de encanto, por instinto eu mergulhei nas ondas daquele mar e me deixei levar pelo fluxo daquelas águas cristalinas que me convidavam a nadar.

A sensação de estar ali era envolvente e acolhedora, tanto que eu nem percebia mais o quanto eu me afastava da praia...




Mas de repente algo mudou... o tempo fechou e num desespero fui percebendo tantos rios que corriam para aquele mar, e confesso que eu tive muito medo de naquelas águas me afogar.






Me debati em águas turbulentas e sombrias que tentavam me enfeitiçar e busquei desesperadamente onde eu conseguisse me apoiar.



Para minha maior surpresa, depois de momentos de desespero, eu compreendi que estava em mim as forças para sair daquele caos e que aquela luta não fazia mais sentido.




Como mágica, a partir daquele instante de lucidez, novamente tudo se acalmou e fui sendo levada de volta a praia, pelas águas renovadas e límpidas do meu amor!


Tatiana Moreira